03 March 2007





Ja passou um mes....Deixas-te a tua marca em mim...continuo o meu caminho neste "londrino bairro", e penso em ti..., "eu sei que tu compreendes bem"!

Bjis*
Belinha




Bairro do Amor

No bairro do amor a vida é um carrossel
Onde há sempre lugar para mais alguém
O bairro do amor foi feito a lápis de côr
Por gente que sofreu por não ter ninguém

No bairro do amor o tempo morre devagar
Num cachimbo a rodar de mão em mão
No bairro do amor há quem pergunte a sorrir:
Será que ainda cá estamos no fim do Verão?

Eh, pá, deixa-me abrir contigo
Desabafar contigo
Falar-te da minha solidão
Ah, é bom sorrir um pouco
Descontrair-me um pouco
Eu sei que tu compreendes bem

No bairro do amor a vida corre sempre igual
De café em café, de bar em bar
No bairro do amor o Sol parece maior
E há ondas de ternura em cada olhar

O bairro do amor é uma zona marginal
Onde não há hotéis nem hospitais
No bairro do amor cada um tem que tratar
Das suas nódoas negras sentimentais

Eh, pá, deixa-me abrir contigo
Desabafar contigo
Falar-te da minha solidão
Ah, é bom sorrir um pouco
Descontrair-me um pouco
Eu sei que tu compreendes bem

4 comments:

xum xum said...

Olá Bela
aqui estamos a lembrar o nosso Pedro Londrino pois o do Porto eu não conheci...
Tenho coisas para pôr e estou à espera de "ordens" da Patricia.
acho interessante que surjam aqui memórias do Pedro vindas de partes diferentes da sua vida.
Bjs mts

pat said...

Cara Xum Xum. Ainda bem que apareceu. Preciso do seu email para lhe poder enviar o convite para ser membro do blogue e poder publicar o que bem entender. Por favor, através do blogue, indique-me o seu email. Obrigada. Pat (Patrícia)

xum xum said...

Olá Pat

Como vês já usei e abusei do contacto! Obrigada! Sinto-me mais "moderna" a postar...
Entre nós fica o tu ... está bem?
Bjs
xmxm

pat said...

Claro xum xum. o tu já estava mesmo intituido logo nas boas vindas. não é mesmo nada dificil postar? certo? ou não fosse a blogosfera tão real quanto o nosso amigo que nos trouxe até aqui. abraço. até breve.

SAUDADES